Novos Bares e Petiscarias em Lisboa

OS NOVOS BARES DA CIDADE DE LISBOA SÃO AUTÊNTICAS SALAS DE ESTAR

OS NOVOS BARES DA CIDADE DE LISBOA SÃO AUTÊNTICAS SALAS DE ESTAR

Conheça os novos bares/petiscarias nos quais nos sentimos como se estivéssemos na sala de um amigo ou da avó

Há salvação para quem já não encontra o seu lugar na noite alfacinha. Nas salas, os novos bares/ petiscarias da cidade, cabem todos os que não se querem enfiar na confusão do Cais do Sodré ou que já não têm grande andamento para discotecas.  São três, em diferentes pontos da cidade, e prometem vir para ficar.

Chama-se A Sala e abriu em Novembro, em S. Bento, em frente à assembleia numa antiga marcenaria. Aqui tanto pode passar a tarde a trabalhar, como a ouvir música, a beber um copo com amigos, a ler um livro ou a jogar jogos de tabuleiro – tal e qual como se estivesse em casa. Além de brunches, almoços e jantares, também acolhe eventos como lançamentos de livros e promove noites de cinema, de jogos, de vinil ou workshops. 

Foto A Sala

A ementa do espaço foca-se nos produtos algarvios e nem os cocktails escapam. Como o Medronho Sour (7€), um dos ex-líbris da casa, ou o Diospiro Sour, que surge de vez em quando nos cocktails especiais do dia. Na lista está também a Paloma (7€), com toranja e sal, o Cão d’Água (7€), com gin, uma versão da casa do Salty Dog, ou a Mula Russa (6€), a versão do Moscow Mule.

Também há gin algarvio (o Sul), cerveja artesanal do Algarve (a Marafada e a Moura, a 4,5€), licores e aguardentes e muitos petiscos difíceis de encontrar por estas bandas, como os queijos e enchidos da Serra do Caldeirão (6€), a muxama (8€), a estupeta de atum (5,5€) ou a batata doce com queijo de cabra gratinado (5€).

Todos os dias há uma happy-hour com uma promoção diferente entre as 17.30 e as 19.30 e com a chegada dos dias mais quentes o pequeno pátio das traseiras vai tornar-se ainda mais apetecível.

Já o Herança Vintage Bar, abriu em Dezembro em Santa Apolónia e serve petiscos e bebidas como licor de canábis.

Foto Herança Vintage Bar

Aos objectos que herdaram dos antigos inquilinos do bar, os novos inquilinos, juntaram outros que compraram na vizinha Feira da Ladra de forma a criar um ambiente mais convidativo, ao estilo “casa da avó”. Uma casa da avó bem diferente, onde até pode beber licor de canábis (5€). A ideia é dar a conhecer bebidas diferentes a preços bastante acessíveis a comparar com a vizinhança. Um gin tónico ronda entre os 4 e os 6 euros e além de marcas portuguesas também encontra gin de Angola, o Kianda. Há vodkas de várias marcas, licor de pastel de nata, outros licores caseiros feitos pela mãe do proprietário e tudo o que se espera de um bar a funcionar desde o pequeno-almoço até às duas da manhã – sem esquecer, claro, as populares tábuas de queijo com um copo de tinto. 

Abriu também em Novembro. O Zénite é o bar/galeria de Lisboa fica perto do Jardim Constantino e tem cocktails, exposições, noites de leitura, quiz e stand-up comedy. Um bom sítio para começar a sua carreira artística. Se está à procura de um sítio para mostrar os seus dotes no ukulele, para declamar os poemas que anda a escrever nos intervalos do trabalho ou para finalmente expor as pinturas que nunca teve coragem de mostrar a ninguém, o Zénite pode ser o sítio certo. 

O novo bar/galeria da cidade fica num antigo bar de shisha junto ao Jardim Constantino e as donas, duas irmãs professoras, tinham um sonho antigo de abrir um espaço que sirva de rampa de lançamento para jovens artistas. O Zénite foi a maneira que arranjaram para os ajudar e as bebidas e cocktails de autor, como o Sweet Zénite, são a fonte de rendimento. 

Por isso agora já sabe: saia e sinta-se em casa!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *